Copyright © Palavra-poeta
Design by Dzignine
31 de dezembro de 2011

Feliz Ano Novo!



Fim de dezembro: depressão para uns, alegria para outros e êxito para alguns. Uma sensação de fim e de começo, ao mesmo tempo. Uma sensação de transformação e de renovação. E, mesmo antes do dia 31, à meia noite, já está todo mundo esperando o novo ano. Talvez nem todo mundo... Tem pessoas que sabem que ainda dá tempo de fazer as coisas que ainda não foram feitas. Mas a mágica de um novo ano é a mesma para todos. E é indescritível a sensação de ouvir e ver os fogos de artifício durante a virada do ano. 
Acabou-se o ano, vida nova, ano novo! É o que a maioria pensa durante este momento mas nem sempre a chegada de um ano novo implica na vinda de uma vida nova pois a virada do ano não traz mudanças. A virada de pensamento, essa sim traz uma virada de vida!

Eu fui um desses que me agarrei ao ano até o finzinho dele. Esse ano que se aproxima realmente vai ser um ano de virada. Sei que esse ano que se aproxima vai ser um ano de mudanças mesmo eu tendo ou não uma virada de pensamento. Mas sei, também, que esse ano que está terminando foi um ano de conquistas, um ano de realizações, desde as pequenas até as mais grandonas. E quero agradecer por todas elas. Quando os fogos de artifício começarem a brilhar nos céus eu vou saber o que pensar, o que agradecer e o que fazer nesse ano que se aproxima.
30 de dezembro de 2011

Segredos de poeta



Ensinar-lhe-ei um bom segredo de poeta:
É preciso brincar com a palavra,
Dobrá-la, aumentá-la,
E torná-la parte da mágica.
Mas é preciso escrever sobre o que sente
Ou o que se imagina
Se não a mágica toma forma de mentiras
E poeta não consegue transmiti-las.

É preciso confiança no que se sente
E transmiti-lo com imprecisão,
Dobra-se, aumenta mas nunca se mente
A matéria-prima do coração.
É preciso inspiração!
29 de dezembro de 2011

Tempos de amar



As mais belas declarações de amor foram teus abraços
E as suas mais belas palavras nem sequer foram ditas,
Seu olhar as revelou,
O aperto de suas mãos nas minhas prenunciou
A nossa noite de amor.

Cauteloso,
Foi me convencendo aos poucos
Mesmo tendo a minha confiança há anos.
E o nosso dia foi longo,
Eu acuado e você me ganhando
Protegendo-me e sorrindo,
Abraçando-me como se fosse meu anjo.
Em seus braços nos seus abraços
Parte de mim morreu
E, sem ter proteção, resolvi ser seu.

27 de dezembro de 2011

Confusão em meio às flores


Bem me quer, mal me quer
Já não mais me interessa
Acabaram-se todas pétalas
E a resposta da margarida
Foi que, pra ti, minha presença é benquista.

Mas ainda restam dúvidas
E, tirando as pétalas da rosa,
Mudo as minhas perguntas:
O que realmente sinto?
O que faço agora?

Sinto-me inútil ao fazer tais perguntas a uma rosa
Mas, por ser ela tão bonita
Isso não significa
Que ela sabe lidar bem com a vida?
Mas por que não me responde?
Sempre tão calada e misteriosa,
Por certo as minhas respostas estão escondidas na rosa.
26 de dezembro de 2011

Sobre homofobia e seus afins



Temos a seguinte situação: um cara gosta de outro cara. Normal, não? Tá, mas se você não acha normal ou coisa do tipo por que você se irrita tanto quando vê dois caras se beijando, se abraçando ou trocando qualquer outra forma de carinho? Poxa, isso te machuca? Dói? Por que isso te dá tanta raiva? Realmente, isso é uma coisa que eu gostaria de entender.

Perfeição


"Perfeição não é só sobre controle, é também saber abandonar-se."Cisne Negro  
Enquanto observo os últimos raios de sol eu vou refletindo sobre a minha vida. Acho que passei muito tempo esperando que fosse tudo como este pôr-do-sol: simples, mas milimetricamente perfeito. Fiquei muito tempo tentando consertar todas as burradas, todos os erros e todos os defeitos para que fosse tudo perfeito, para que nenhuma página da minha vida fosse borrada por nenhuma imperfeição sequer. E eu esperei alguém perfeito que apagasse todos os erros da minha memória e me ajudasse a nunca mais errar. Eu esperei as frases feitas, os sorrisos nas horas certas, os abraços nos momentos de solidão e as declarações após os beijos apaixonados. Um príncipe em seu cavalo branco vindo de um lugar distante disposto a me trazer de volta à vida, que foi tirada por ter comido da fruta da Perfeição. Mas eu não fui perfeito. Eu fui auto-indulgente comigo mesmo. Sempre a meu favor, sempre do meu lado e sempre querendo consertar o mundo e as pessoas. Mas eu, eu nunca estive perfeito para exigir a perfeição dos outros. Mas agora entendo: a perfeição é algo a ser alcançado com o acumular das experiências, dos erros e dos acertos. Não se tem a pessoa perfeita, a casa perfeita, o filho perfeito, a família perfeita. Tem-se a pessoa, a casa, o filho, a família que fazem com que sua vida seja perfeita e que você aprenda a não querer consertar tudo e todos. Para que você aprenda um pouco sobre doação, um pouco sobre amor. Amor é entregar-se. Entregar-se à vida e as pessoas, mesmo elas não satisfazendo nossas expectativas ingênuas! Quando a gente se entrega a gente aprende que o que a gente esperava nem era tão importante assim.
  

25 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Peixes



“O signo dos Peixes está mergulhado no mito pois, diferentemente de muitas outras criaturas zodiacais, a linhagem do último dos signos precede os gregos claramente de muitos séculos. Peixes também é um dos mais surpreendentes signos, visto que a exploração de seus mitos gera visões que não são normalmente associadas à tradicional “alma sensível” que pode tornar-se um bêbado, um músico ou uma enfermeira. O último signo é também o primeiro, porque forma o cenário de onde surgirá o novo ciclo; visto sob esse prisma, não é estranho que o simbolismo de Peixes nos ligue não com o deus Netuno, nem com qualquer outra divindade masculina, e sim com a Mãe primordial que já encontramos no signo de Câncer, cuja manifestação é a água”.
24 de dezembro de 2011

Melhor do que eu me conheço - Better Than I Know Myself



Frio como gelo

E mais amargo do que um dezembro

Noite de inverno

É assim que eu tratei você

E eu sei que eu

Eu às vezes tendo a perder a paciência

E eu passo dos limites
Sim essa é a verdade


Eu sei que fica difícil às vezes
Mas eu nunca poderia
Sair do seu lado
Não importa o que eu digo
Porque se eu quisesse ir
Eu já teria ido, mas 
Eu realmente preciso de você perto de mim
Para manter minha mente longe da beira do abismo
Se eu quisesse ir embora
Eu já teria ido
Mas você é o único que me conhece
Melhor do que eu me conheço.

Durante todo o tempo
Eu tentei fingir que não importava
Se eu estava sozinho
No fundo eu sei
Se você se fosse
Até mesmo por um dia eu não saberia para onde ir
Porque eu estou perdido sem você.

Eu sei que fica difícil às vezes
Mas eu nunca poderia
Sair do seu lado
Não importa o que eu digo
Porque se eu quisesse ir
Eu já teria ido, mas
Eu realmente preciso de você perto de mim
Para manter minha mente longe da beira do abismo
Se eu quisesse ir embora
Eu já teria ido
Mas você é o único que me conhece
Melhor do que eu me conheço.

Fico meio entristecido
Deixei ir longe demais
Posso ser desagradável
Tentando salvar meu coração
Porque preciso de você agora
Então não me decepcione
Você é a única coisa deste mundo
Sem a qual eu morreria

Porque se eu quisesse ir
Eu já teria ido, mas 
Eu realmente preciso de você perto de mim
Para manter minha mente longe da beira do abismo
Se eu quisesse ir embora
Eu já teria ido
Mas você é o único que me conhece
Melhor do que eu me conheço

Porque se eu quisesse ir
Eu já teria ido, mas 
Eu realmente preciso de você perto de mim
Para manter minha mente longe da beira do abismo
Se eu quisesse ir embora
Eu já teria ido
Mas você é o único que me conhece
Melhor do que eu me conheço

Sangue infame




Deixei tomar conta
Dentro de mim a alma chora
Mas, por fora...
Por fora o sangue jorra
Resultado dos teus lábios nos meus
Morte da minha força.

Você me despiu,
Depois sumiu.
Você me estuprou
E deixou o meu corpo no chão:
Apenas sangue foi o que sobrou,
Resquícios do nosso amor.

Postagem dos signos - Aquário



O penúltimo signo do Zodíaco, representado pela figura do Aguadeiro, é o revolucionário Aquário. “Aquário é um signo complexo, com dois regentes planetários, Saturno e Urano; mas seus regentes, diferentemente dos de Escorpião, têm pouco em comum. Na realidade, são inimigos no mito grego, como já vimos, e a luta entre eles parece retratar uma dualidade ou ambiguidade inerente a Aquário. Já vimos bastante coisa sobre Crono-Saturno (ler Capricórnio); existe pouco material mítico sobre o deus do céu Urano, a não ser o destino que ele sofre nas mãos do filho. Na verdade, a única passagem de relevo que temos sobre essa divindade antiga e indistinta é que ele sentiu repulsa pelos filhos que gerou em sua mãe-esposa-irmã Gaia, os titãs terrenos e os grotescos gigantes de cem mãos, e aprisionou a prole toda no Tártaro, nas entranhas do inferno, para que ela não ofendesse seu senso estético. Isso já nos diz bastante sobre Aquário – na verdade, mais do que a escassez de material poderia sugerir. Tenho visto com tanta freqüência esse processo de repressão do terreno e animalesco em aquarianos, que parece ser uma necessidade fundamental do signo. A ofensa que o rude e o ctônico provocam em Aquário talvez seja responsável por seus incessantes esforços para reformar e redimir a humanidade, e por seu quase feroz instinto civilizador, eternamente preocupado com os aspectos mais vis da personalidade humana, como um cachorro com seu osso”.
22 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Capricórnio



“Já vimos, nos signos precedentes, como os mitos não são apenas imagens de padrões de vida, mas também modos de percepção que colorem a maneira como a pessoa vê e experimenta sua vida. Portanto, eles aparecem, por dentro e por fora, como qualidades da alma e acontecimentos externos. [...] Para Capricórnio, cuja conhecida cabra é um dos mais antigos símbolos de luxúria, de cobiça e de fertilidade, o daimon inicia uma nova volta para baixo e o espírito, revigorado pela revelação da “luz do céu”, prepara-se para ser iniciado na servidão em nome do Pai”.

Postagem dos signos - Sagitário



Estamos chegando aos últimos signos do Zodíaco e, o nono, é o signo de Sagitário. O regente desse signo é Júpiter, na Grécia Antiga conhecido como Zeus, o deus dos deuses. Parte de suas características é “... a natureza competitiva, conquistadora, bombástica [...]. Embora essas qualidades sejam tradicionalmente associadas a Áries, eu as tenho visto com freqüência não menor em Sagitário, que não é tifo bonachão e pacato como aparece na tradição astrológica popular”.

“Zeus é o pai dos deuses e dos homens. Já vimos que seu nome, djeus, significa “a luz do céu”, de modo que ele é o daimon da iluminação e do esclarecimento. [...] Oferece a luz do espírito, ao contrário da vida condenada e predestinada do corpo, presa nas garras viciosas da Necessidade. Esta, no meu entender, é a visão básica de Sagitário – a incessante procura de um espírito que transcenda o destino e a morte”.
21 de dezembro de 2011

Puro Enigma


Essa é para um cara especial e chato mas que eu amo muito : Pedro!

As cores de sua alma são vibrantes
E as cores do seu corpo errantes
Em meio a algum mistério profundo,
Essência do seu ser.
Por isso escrevo:
Para tentar fazê-lo compreender.

Você: um enigma!
Mas, diga,
Quem não o é?
Ninguém entende completamente!
Porém... Eu tenho algumas pistas a mais
Fazendo-me entender mais que os demais.


Eu tenho uma alma intrometida.
Não se mostra, mas desvenda parte do seu enigma.
Ocultista e espiritualista,
Psíquica!
Duas almas: a sua e a minha...
Nosso segredo? Uni-las!

Sinto com todo meu corpo todo e qualquer ambiente
É esquisito!
Mas quando está triste sua tristeza eu sinto.
Quando alegre, sinto alegria
E ,mesmo sorrindo, sinto sua agonia
 Sim! Sintonia! Telepatia!
E isso faz parte do puro enigma
Que é ser eu e ter sua companhia. 

Minerador de palavras


Não deveriam me chamar de poeta
Pois poeta eu não sou.
Deveriam chamar-me de minerador,
Pois só arranco o que me vem da natureza.
Faço apenas da joia bruta
Uma joia lapidada.
Que poeta, que nada!
Sou apenas um aproveitador
Do temperamento que a tudo capta
E transforma em palavras. 


Postagem dos signos - Escorpião



Primeiramente, é claro, gostaria de dizer que o signo de Escorpião é um dos mais cercados de mistérios e mais incompreendido do Zodíaco. No livro “A Astrologia do Destino”, Plutão, o regente de Escorpião, é estudado minuciosamente e considerado com um dos detentores do Destino. Ele é comparado às Moiras, ou Parcas, deusas da Mitologia responsáveis pelo fio da vida, pelo seu fiar e pelo corte do fio (traduzindo, pelo nascimento e pela morte). Plutão é o deus grego Hades, o deus dos Mortos e do Reino Subterrâneo e só esse fato já faz com que Escorpião seja considerado a “ovelha negra” do Zodíaco. Vamos, agora, desvendar um pouco sobre esse signo misterioso.
20 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Libra



“Libra é o único signo do zodíaco representado por um objeto inanimado. Isso pode parecer insultante, mas me sugere que à medida que chegamos ao ponto de equilíbrio refletido pelo equinócio de outono, encontramos algo muito distanciado do reino dos instintos. Libra tem uma mitologia inicial altamente confusa, o que talvez seja adequado, pois as faculdades de julgamento, de reflexão e de escolha que parecem ser uma característica tão básica do signo são frutos do esforço consciente, e não ‘naturais’ ”. É assim que Liz Greene começa a falar sobre o signo de Libra. Há uma característica sobre esse signo que acredito que muitos não saibam: nem sempre o signo existia como entidade separada. “O próprio nome Libra, que significa Balança, parece não ocorrer antes do século II a.C. Isso levou alguns autores a acreditar que o signo sequer existia como entidade separada na astrologia primitiva. Ao contrário, o signo de Escorpião ocupava o dobro do espaço da constelação atual, abrangendo duas facetas ou aspectos distintos. A parte do céu agora denominada Libra era inicialmente conhecida como Chelae, as Garras do Escorpião. É muito sugestivo que a balança do julgamento equilibrado tenha se originado do que era originalmente o órgão de apreensão da escura criatura do inferno, que sempre representou o reino ctônico. É como se a nossa nobre faculdade de julgamento tivesse surgido de algo muito mais velho, mais arcaico e mais primitivo, evoluindo através dos tempos até o que agora entendemos como avaliação objetiva ou Imparcial”.
19 de dezembro de 2011

Do charme dos tímidos



Quando me declaro tímido poucos são os que acreditam. Se cheguei a esse ponto quer dizer que estou segurando a barra legal. Ah, mas quem me conhece, sabe! Aliás, mesmo quem não me conhece pode vir a saber. Basta me colocar em uma situação onde fico vulnerável. Por exemplo, ser paquerado pessoalmente ou pelo celular. Posso ser o cara mais falante do mundo no MSN, mas quando a conversa é cara a cara, ou voz a voz aí a coisa muda... Sou cheio de monossílabos, sim ou não, “aham” ou “uai, não sô”. Olhar nos olhos? Só olho quando não estiver sendo elogiado. Mas o sorriso é constante. Aquele sorriso de lado, sorriso sem graça, sorriso amarelo, como dizem por aqui. Eu, pessoalmente, chamaria de sorriso vermelho porque ele sempre vem acompanhado daquele “rubor” nas bochechas.

Postagem dos signos - Virgem



O signo de Virgem é o sexto do Zodíaco e, nele, voltamos novamente a uma figura humana representando o signo. O mito acerca dessa constelação pode ser conferido aqui http://portodoceu.terra.com.br/artesimbolismo/mitos-06.asp. Esse é o mito que os gregos associam à constelação apesar de Liz Greene também considerar o mito de Perséfone como integrante do signo, como veremos mais à frente.
18 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Leão


O quinto signo do Zodíaco é o signo de Leão. “O signo de Leão, como o de Touro, é falsamente simples. Acostumamo-nos às descrições do espécime majestoso e barulhento do folclore popular, e poderíamos facilmente acreditar que esse signo não tem nenhum significado profundo além da manifestação extrovertida e exibicionista do vigor da vida.” Liz Greene percebe um padrão diferente acerca desse signo. “Há muito tempo estou convencida de que Leão, regido pelo Sol e consequentemente associado ao mistério da individualidade e do caminho “predestinado” da maturação individual, não trata realmente da “criação” de algo que possa ser aplaudido pelos outros. Num nível mais profundo, parece descrever o desenvolvimento da essência da pessoa ímpar e da busca de sua origem.” Ela percebe, através de suas experiências, que a principal criação de Leão “... deve ser ele mesmo.”
17 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Câncer



Câncer, o Caranguejo, é o quarto signo do Zodíaco. Aqui voltamos novamente à figura de um animal na constelação zodiacal. Um animal aquático, o que traz a associação de Câncer com o elemento água, da emoção, do sentimento. “Por mais humilde que seja a constelação de Câncer, seu simbolismo está longe de ser insignificante. Para os caldeus, e mais tarde para os neoplatônicos, o caranguejo era chamado o Portão dos Homens, por onde a alma descia das esferas celestes para a encarnação. Essas associações numinosas com Câncer sugerem uma dimensão um pouco diferente do bom cozinheiro e da mãe que o folclore astrológico popular nos oferece. Hugh Lloyd-Jones, no livro Myths of The Zodiac, diz que, de acordo com alguns autores gregos primitivos, Câncer, e não Áries, começava o zodíaco. Isso parece estar de acordo com a ideia de que esse signo representa a primeira emergência da vida, a entrada do espírito num corpo material.”
16 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Gêmeos



Gêmeos é o terceiro signo do Zodíaco e o primeiro representado por uma, ou melhor duas, figuras humanas. Essa figura de duas pessoas iguais, ou mesmo diferentes mas nascidas juntas ainda hoje causa as mais variadas sensações nas pessoas. Há muitos mitos sobre gêmeos na mitologia grega, mas o mais comumente associado com essa constelação é o mito de Castor e Pólux (que pode ser conferido aqui http://portodoceu.terra.com.br/artesimbolismo/mitos-03.asp).
No mito, Pólux perde o seu irmão e pede a Zeus que o traga de volta à vida. Zeus, apiedado, consente que os dois alternem entre o divino e o mortal: ora um está nas profundezas do Tártaro, enquanto outro passa no Olimpo e vice-versa. “Dessa forma, os gêmeos refletem uma experiência cíclica de opostos, pois, quando são mortais, precisam sentir o gosto da morte e da escuridão, mas quando são divinos partilham dos prazeres dos deuses. Gêmeos é tido tradicionalmente como um signo de humor variável, tendendo a oscilar entre a alegria e a depressão.”  É também um signo de opostos. “Pelos olhos de Gêmeos, o cosmo divide-se em opostos, e assim como Castor e Pólux passam metade do tempo no Hades e metade no Olimpo, Gêmeos também ora percebe só o que há de bom na vida, ora só o que há de mau.”
15 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Touro



Touro, o segundo signo do Zodíaco, possui três mitos (ou três “touros”) que reivindicam a sua constelação. Os dois primeiros mitos podem ser conferidos no site Porto do Céu : http://portodoceu.terra.com.br/artesimbolismo/mitos-02.asp e http://portodoceu.terra.com.br/artesimbolismo/mitos-02a.asp e o mito do touro de Creta, ou Minotauro, pode ser conferido no site InfoEscola http://www.infoescola.com/mitologia-grega/minotauro/.

“Mas o que é o touro, o símbolo do poder que precisa ser dedicado ao Deus? Já vimos, nas imagens de Áries, que o carneiro está associado ao Deus oculto, ao poder e potência fálicos e à onipotência do Pai. O touro é um animal totalmente diferente. Não é de fogo; é de terra e, embora esteja associado à fertilidade da terra, esta não é igual à fértil criatividade do céu. O conto budista de domesticação do touro (às vezes retratado como boi) mostra um homem em vários estágios de desenvolvimento, em que precisa aprender a domar o touro recalcitrante, até que finalmente homem e touro desaparecem e revelam-se como partes da mesma unidade divina. O touro não é mau, mas quando ele dirige o homem pode levá-lo a destruição, porque nesse caso o homem fica à mercê de seus desejos. Mas a repressão também não é a resposta. Homem e touro precisam executar uma dança onde um respeite o outro. Essas imagens orientais retratam o problema da relação entre o ego e os instintos, problema que jaz no âmago do padrão de desenvolvimento de Touro.” Isso explica muitas das características atribuídas aos taurinos, tais como a possessividade, a extrema necessidade de ter seus desejos (sexuais, alimentares, e outros) satisfeitos. Daí advém sua necessidade de dinheiro e seu apego a ele, para satisfazer seus instintos e seus desejos.
14 de dezembro de 2011

Postagem dos signos - Áries

A partir de hoje vou começar a fazer umas postagens sobre os signos do Zodíaco. Como quase todos sabem e perceberam (e também para quem não sabe e nem percebeu rs) eu tenho uma paixão por Astrologia. Todas as postagens aqui foram retiradas do livro "A Astrologia do Destino", de Liz Greene, uma das astrólogas mais respeitadas de todo o mundo. Não deixem de comentar sobre outras características que vocês percebem ser características dos seus signos! Hoje começo com o primeiro signo do Zodíaco, Áries.

Áries



Áries é o primeiro signo do Zodíaco e isso, por si só, já traz uma das principais características desse signo que é o pioneirismo, a vontade de se destacar e de agir. "Não existe "razão" para esse ímpeto dinâmico - ele é simplesmente um atributo de Áries...". Mas a ação não é o único traço de Áries. Esse também é um signo bastante espiritual e intelectual, apesar de esses não serem os traços mais denominados como característicos desse signo. "Muitas vezes me pergunto por que os textos tradicionais sobre Áries parecem omitir a visão e o poder intelectual que encontro com tanta frequência nesse signo. Já vi muito mais arianos (e aí incluo ascendente Áries, Lua em Áries etc., e não apenas Sol em Áries) dedicados à iluminação mental e espiritual do que os tradicionais esportivos combativos - arianos que vivem para a luta física. 
12 de dezembro de 2011

Mago do Mistério



O Mago do Mistério
Às vezes sério,
Às vezes calado e discreto,
Às vezes confortante
Mesmo que se sinta carente
Mas Mago do Mistério, sempre!

Insistente,
Em seus desígnios, persistente.
Mas vejo-me em uma encruzilhada:
Falar de um cara
Do qual não conheço quase nada!
Mas aceito o desafio
E o meu presente para o aniversário
É, por meio desta, tentar felicitá-lo!

Espero que nessas poucas linhas
Esteja presente a minha alegria
E o meu carinho
Para que não se sinto sozinho
Em meio essa sua enorme carência, caro Rodrigo!

Meus parabéns
E que os próximos anos
Sejam repletos de mistério
E que eu esteja sempre por perto
Para reconfortá-lo no insucesso
E abraçá-lo nos momentos de sucesso!
11 de dezembro de 2011

Meu passarinho


Queria te deixar bem claro, passarinho amado
Que ainda há vestígios do passado
E que ainda estou nesse barco,
E a correnteza está mais leve.

E eu sei, eu sinto...
Não minto, pois não consigo!
... Sinto que te perdi
Quando tentei te colocar em gaiola, meu passarinho!

Eu fico tentando de ti fugir,
Dói-me contigo falar...
Em outros... Outros?
Alguma vez houve outros?
Alguma vez deixei alguém me invadir tal como você conseguiu?

Você me desnudou, passarinho!

Como pode ser tão forte essa coisa que sinto, passarinho?
Se nem te dei comida ao bico,
Não toquei suas penas,
Nem sequer ouvi teu canto em meu ouvido!
Então me explique isso!

Passarinho, passarinho...
Não quero deixar-te sozinho em seu ninho
Pois acho que me tornei parte dele
Não quero ficar sozinho apenas comigo, passarinho
Mas estou atrapalhando tudo, não sei como e nem por que
Mas, passarinho, agora eu sinto
Se continuar assim não haverá outro caminho...

Estamos conectados, meu passarinho
E não me entenda possessivo ao te dizer meu
Mas é que uma parte minha está contigo
E uma parte sua está aqui comigo.

Meu passarinho amigo...
Mais que amigo!
Só me diga, querido
O que espera de mim?
Só me diga isso
E serei o que você quiser, passarinho!


10 de dezembro de 2011

Tédio's Time

As postagens do blog começam a ser cada vez mais frequentes, os poemas começam a ser cada vez mais superficiais e os meus subnicks do MSN não são nem um pouco otimistas. Não tenham dúvidas isso só pode significar uma coisa. O Tédio's Time chegou ou está chegando! Mas para quem não sabe do que se trata essa famosa época do ano não se desesperem. Ela é bastante conhecida só que com outro nome: férias. É isso aí! Tudo bem que é subjetivo da minha parte denominar as férias de tempo do tédio mas é como me sinto, realmente! Nada para fazer, nenhum lugar para viajar. Não esperem muita profundidade de mim. Nesse período os meus textos podem aparecer muito depressivos, para não dizer, "reclamativos". O jeito é torcer para que esse Tédio's Time que se inicia não me deixe mais bipolar que o habitual!


Um sonho intenso de amor - Parte II



Eu fui me afastando, afastando até bater minhas costas na parede. E, vendo Saulo se aproximar, comecei a observá-lo mais detalhadamente. Seus olhos azuis eram o único ponto do seu corpo que irradiava calma e paz e eram eles que me faziam ficar imóvel, desejando que ele fizesse o que queria. Seus cabelos negros, rebeldes, combinavam perfeitamente com seu rosto. Aliás, a rebeldia do seu cabelo combinava perfeitamente com a aura de agitação que ele emitia. Usava brincos, tinha várias tatuagens espalhadas pelo corpo e usava vários colares e brincos. Tudo que um cara pacato e certinho como eu nunca faria. Ou talvez que não tivesse coragem de fazer. E, esperando a sua crescente aproximação, fiquei me perguntando por que não.
9 de dezembro de 2011

Um sonho intenso de amor - Parte I


Essa história veio porque, e apenas porque, a ficção romântica nunca foi um forte meu. Digamos que esse Jovem Poeta aqui é dono de um perfeccionismo que faz com que todas as histórias românticas, aquelas carregadas de sentimento e emoção, acabem indo para a lixeira. Mas eu mereço uma boa história de amor contada por mim. Nós merecemos, não é mesmo?

Um sonho intenso de amor


Como começa uma história de amor?
É o que eu me perguntava todos os dias até o dia em que eu encontrei o amor. Sinceramente, não foi algo real e, por se tratar de algo tão fantástico, não acredito em minha sorte até hoje. Tem dias em que eu acordo, olho para o lado e penso que ainda estou dormindo. Estou vivendo um sonho... E tudo começou não com um olhar, mas com um sorriso.
8 de dezembro de 2011

Versatilidade

Não exigirei fidelidade
Pois, quer saber a verdade?
Eu não presto!
É fácil adivinhar o resto:
Paquera em grande quantidade,
Romance em versatilidade
Pra ganhar afinidade. 

Está bem...
Confesso que sou exagerado
E nem sou assim tão malvado.
Em partes...
Meu exagero faz artes,
Culpa da minha carência e sensibilidade.

Tudo bem que posso ser paquerador,
Mas a culpa não é minha...
Eu só jogo a linha
Não é culpa minha se alguém vira a isca!

Convenhamos:
Realmente é meu exagero!
Sou sensível,
Carente, 
E chorão. 
Como um cara nesse estado
Pode controlar a relação?

Mas não se engane
Eu tenho meus artifícios!
Posso não ser cafajeste
Mas também não sou submisso!



Minhas águas internas



Eu sou um rio,
Levando os peixes para o seu destino.
Eu sou a agitação das profundezas de uma represa,
Aparentemente,
Superficialmente calma
Mas interiormente tensa.
Represa quando se solta
Transborda,
Destrói...

Sou a água do verão:
Inconstante.
Calma em um instante
Para depois metamorfosear-se em tempestade.
Sou a arte em bipolaridade,
Sou humor em duas partes.

Quem sou?



Quem sou?
Crise existencial?
Não faz mal se for
Eu só quero as certezas de saber quem sou
Mesmo que nunca estático:
Sou camaleão errático.

E, se sou mutante,
Não há determinante
Sou apenas possibilidades
Reformulo a pergunta: como é minha personalidade?
Mas será essa fixa?
E se fixa ela for
É a prisão em que nos acorrentamos,
Carma que pagamos,
Personagem que interpretamos.

A pergunta “quem sou eu” é capciosa,
Ambígua, perigosa...
Quem sou eu, afinal
Esconde o segredo do mundo,
Sintetiza o Tudo.
A pergunta “quem sou eu”
Explica Deus,
Seus feitos e seus desígnios
Eis aí o perigo!

Quem sou eu não é pergunta de ser respondida analisando nossa máscara
Sabemos bem o que queremos quando perguntamos o que somos
Não temos muito em conta a essência do nosso Eu
A pergunta é pra Deus:
“A que viemos?
E por que dessa forma fomos moldados?”

E a pergunta (e resquício de resposta)
De quem sou eu
É a minha religião
O meu Deus.
Meu Deus cria diferentes possibilidades
Nas mais variadas personalidades
E o meu Deus é amor
Porque o nosso Eu não vive sozinho
O meu Deus é amor
Porque ele nos permite um destino.

Quem sou eu?
Eu sou parte de Deus,
Filho das Estrelas,
Pequeno nessa grandiosidade,
Solto à esmo.
Não sou sozinho
Sou um menino em busca de si mesmo
Mas Criador e Modificador do meu mundinho!
5 de dezembro de 2011

Quente e Frio - Hot N' Cold



Você muda de ideia
Como uma garota troca de roupa
Sim, você tem TPM
Como uma vadia
Eu deveria saber


Você sempre pensa

Sempre Fala

Em códigos



Eu deveria saber

Que você não era bom pra mim



(REFRÃO)

Porque você é quente e logo esfria

Você quer e depois não quer
Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste
Você está errado quando está certo
É preto e é branco
Nós brigamos, nós terminamos
Nós nos beijamos e voltamos



Você, você realmente não quer ficar, não

Você, mas você realmente não quer ir, oh

Você é quente e logo esfria
Você quer e depois não quer
Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste


Nós éramos
Exatamente como gêmeos
Tão em sincronia
Com a mesma energia
Mas a bateria acabou
Costumávamos rir sobre nada
Agora você está entediante


Eu deveria saber

Que você não irá mudar



(REFRÃO)

Porque você é quente e logo esfria

Você quer e depois não quer
Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste
Você está errado quando está certo
É preto e é branco
Nós brigamos, nós terminamos
Nós nos beijamos e voltamos



Você, você realmente não quer ficar, não

Você, mas você realmente não quer ir, oh

Você é quente e logo esfria
Você quer e depois não quer
Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste



Alguém chame um médico

Tenho um caso de amor bipolar

Presa uma montanha russa
da qual eu não consigo descer



Você muda de ideia

Como uma garota muda de roupas



(REFRÃO)

Porque você é quente e logo esfria

Você quer e depois não quer
Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste
Você está errado quando está certo
É preto e é branco
Nós brigamos, nós terminamos
Nós nos beijamos e voltamos



Porque você é quente e logo esfria

Você quer e depois não quer

Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste
Você está errado quando está certo
É preto e é branco
Nós brigamos, nós terminamos
Nós nos beijamos e voltamos



Você, você realmente não quer ficar, não

Você, mas você realmente não quer ir, oh

Você é quente e logo esfria
Você quer e depois não quer
Você tá dentro e depois tá fora
Você está feliz e depois está triste